Você está aqui: Página Inicial > Notícia > Undime-AL promove seminário sobre área de linguagens no Novo Currículo Alagoano

Todas as notícias Categorias

10/08/2019Undime AL

Undime-AL promove seminário sobre área de linguagens no Novo Currículo Alagoano

seminário sobre área de linguagens no Novo Currículo Alagoano

Com o objetivo de colaborar com o desenvolvimento do Projeto Político Pedagógico e com os componentes curriculares dos municípios, à luz da Base Nacional Comum Curricular (BNCC), a Undime Alagoas reuniu, nesta sexta-feira (9), mais de 200 pessoas, entre dirigentes municipais de Educação, técnicos municipais e coordenadores pedagógicos, no auditório da reitoria da Ufal, no 1° Seminário sobre a área de linguagens no novo currículo da Educação alagoana.

Na ocasião, o secretário executivo da Undime-AL, Neílton Nunes, representou o dirigente municipal de Educação de Dois Riachos e presidente da Undime-AL, Rubens Araújo. De acordo com Neílton Nunes, o seminário tem o intuito de aprofundar os debates sobre o organizador curricular de cada município para que os mesmos possam desenvolver, com mais eficácia, as competências e habilidades propostas pela BNCC.

seminário sobre área de linguagens no Novo Currículo Alagoano

"Estamos trabalhando no sentido de esclarecer dúvidas de alguns municípios sobre as mudanças da prática pedagógica em nível nacional e estadual. Estamos ampliando as discussões dentro das áreas de conhecimento considerando cada componente curricular que se apresenta no novo currículo. Este é o primeiro seminário de uma série, planejada pela Undime Alagoas, que visa o total engajamento dos municípios devido à necessidade da implantação da nova estrutura curricular por parte das Secretarias de Educação e Escolas. Homologada no final de 2017, a BNCC para a Educação Infantil e o Ensino Fundamental deve ser implementada até o começo do ano letivo de 2020", completou Neílton Nunes.

"Este ano de 2019 estamos passando por um processo de formação onde o referencial curricular de Alagoas está sendo implementado. Já iniciamos as formações em carácter municipal e estadual onde estamos discutindo a reelaboração do Projeto Político Pedagógico (PPP) de cada região. A próxima etapa será prática onde esperamos que todos tenham finalizalizado os seus referenciais curriculares para que possamos iniciar o próximo ano letivo com nossas metas alcançadas", destacou Ricardo Lisboa, superintendente de Políticas Educacionais da Secretaria de Estado da Educação de Alagoas.

seminário sobre área de linguagens no Novo Currículo Alagoano

A programação do seminário contou com uma palestra sobre as competências da área de linguagens e sua articulação com as competências gerais. De acordo com Paloma Pereira Borba Pedrosa, professora doutora da Universidade Federal Rural de Pernambuco, as linguagens precisam ser compreendidas como construção humana, histórica, social e cultural, de natureza dinâmica, além de reconhecidas e valorizadas como uma forma de significação da realidade. "Precisamos entender que existe uma estrutura nova com uma proposta muito mais ampla. Portanto devemos aprofundar as discussões para que os componentes curriculares se apresentem de forma clara e consistente", completou.

O evento também contou com painéis sobre organizadores curriculares de língua portuguesa, inglesa, arte e educação física, além de uma mesa redonda sobre a articulação dos organizadores curriculares da área de linguagens.

Desde que a Base Nacional Comum Curricular (BNCC) do ensino infantil e fundamental foi aprovada em dezembro de 2017, Estados e municípios brasileiros promovem debates com a comunidade escolar para definir o currículo a ser aplicado. O desafio é transformar as competências e os campos de experiência do documento em projetos curriculares que estejam de acordo com a realidade das escolas de todo o País. Ao mesmo tempo, as Escolas acompanham o movimento e analisam se seus currículos estão dentro das exigências do documento.

Sobre a BNCC 

BNCC é a sigla para Base Nacional Comum Curricular, que é um documento que define o conjunto de aprendizagens essenciais que todos os alunos devem desenvolver ao longo das etapas e modalidades da Educação Básica.

A BNCC é um currículo?

Não. A Base e os currículos são documentos com finalidades diferentes. A Base apresenta os conhecimentos fundamentais que se espera que o estudante aprenda em cada ano da Educação Básica. Já o currículo se configura como o percurso que cada instituição educacional estabelecerá para desenvolver as competências e habilidades propostas pela BNCC.

A BNCC, portanto, não é um currículo em si, mas parte dele, ou seja, a sua finalidade é orientar a construção dos referenciais curriculares e dos projetos político pedagógicos das escolas, à medida que estabelece as competências e habilidades que serão desenvolvidas pelos alunos ano a ano. “De maneira simples, é possível afirmar que a Base indica o ponto aonde se quer chegar. O currículo traça o caminho até lá.” (BNCC, 2017).

Dessa forma, preserva-se a autonomia de cada rede de ensino para adequar os currículos, respeitando a diversidade e as particularidades de cada contexto educacional; isto é, as escolas poderão contextualizá-los e adaptá-los de acordo com seus projetos pedagógicos.

Fonte: Assessoria de Comunicação / Undime Alagoas

Mais fotos do evento:

seminário sobre área de linguagens no Novo Currículo Alagoano

seminário sobre área de linguagens no Novo Currículo Alagoano

seminário sobre área de linguagens no Novo Currículo Alagoano

seminário sobre área de linguagens no Novo Currículo Alagoano

seminário sobre área de linguagens no Novo Currículo Alagoano

seminário sobre área de linguagens no Novo Currículo Alagoano

seminário sobre área de linguagens no Novo Currículo Alagoano

 


Parceria institucional