Você está aqui: Página Inicial > Notícia > DME de Maceió, Ana Dayse Dorea, representa Undime Nacional durante reunião do Conselho Nacional de Educação em Brasília

Todas as notícias Categorias

30/01/2020 Undime AL

DME de Maceió, Ana Dayse Dorea, representa Undime Nacional durante reunião do Conselho Nacional de Educação em Brasília

Ana Dayse
 
Nesta terça-feira (28), a Dirigente Municipal de Educação de Maceió, Ana Dayse Rezende Dorea, que integra o Grupo de Trabalho de Formação Docente pela Undime Nacional, representou a instituição durante a reunião da Comissão Bicameral que trata da Formação Inicial e Continuada de Professores a convite do Conselho Nacional de Educação. O Dirigente Municipal de Educação de Alto Santo/ CE e Presidente da Undime Região Nordeste, Alessio Costa Lima, também esteve presente.
 
A reunião contou com a participação de Conselheiros das Câmaras de Educação Básica e Superior do CNE, representantes do Consed, Movimento Profissão Docente, Capes e das Secretarias de Alfabetização e de Educação Básica do Ministério da Educação.
 
Durante a reunião, conduzida pela Presidente da Comissão Conselheira Maria Helena Guimarães de Castro, foi apresentado o documento “Referenciais profissionais docentes para formação continuada” desenvolvido pelo Consed, Undime e MEC, com apoio da Fundação Carlos Chagas e do Movimento Profissão Docente.
 
O documento tem o intuito de explicar o que os professores devem saber, o que precisam ser capazes de fazer e como atuar para a garantia da aprendizagem. O mesmo foi construído em encontros presenciais com representantes da Undime e Consed e enriquecido a partir de pesquisas de campo ouvindo os alunos, professores, entidades de classe, sindicatos, e universidades. A partir de escutas, todo o material foi sistematizado e avançou para os referenciais que podem servir de base para subsidiar a criação da Política Nacional de Formação de Professores, pelo MEC.
 
O documento se apresenta como um norteador para políticas docentes de formação continuada nas redes de ensino, promovendo o desenvolvimento profissional e aprimoramento da formação como um todo, tanto para quem está saindo da graduação quanto para aqueles professores com maior experiência.
 
"Precisamos nos preocupar em trabalhar a formação inicial e continuada de forma integrada. A gente tem a formação inicial que vem das nossas universidades e a nós, nos municípios, a responsabilidade pela educação continuada. Isso precisa estar muito integrado, porque a gente precisa implementar da melhor forma possível a política nacional de formação docente", explica a professora Ana Dayse.
 
A professora lembrou que a Educação precisa acontecer na ponta. “É preciso investir na criação de uma formação inicial e continuada sólida, de qualidade para nossos docentes, ao exemplo do que aconteceu na criação do SUS. Na ocasião foi preciso mudar o marco referencial para a área da saúde, com um grande esforço também das universidades”.
 
Fonte: Undime Nacional

Parceria institucional